sexta-feira, 24 de Novembro de 2006

O que ver em Londres



Jardins

Londres tem muito para dar.
Uma vez chegado á cidade, pode sentir-se confuso, com tanta oferta e sem saber por onde começar.
Se gosta de estar em contacto com a natureza, uma boa escolha é começar pelos espaços verdes.
Londres é conhecida pelo seu mítico smog, nível de poluição e pelo seu trânsito caótico, mas é muito fácil abstrairmo-nos disso, devido á existência de dezenas de jardins e parques reais mesmo no coração da cidade.
Os londrinos, habitualmente, passam o fim de semana, ou mesmo aquela hora do almoço que têm disponível, nos jardins públicos, a passear as crianças, a almoçar em conjunto, a namorar, passear seus cães ou até mesmo a jogar a bola com os amigos.
O maior, e mais conhecido é o Hyde Park, com mais de 350 hectares, 4000 árvores e um trilho para cavalos.

Todos os domingos, é possível assistir a debates politícos, ou puras opiniões de ilustres desconhecidos, numa zona do parque conhecida como Speaker's Corner. Em 2003 reuniram-se aqui mais de 1 milhão de pessoas protestando contra a guerra do Iraque.

Saia na estação de metro Marble Arch, e siga as direcções desenhadas no chão de Hyde Park, para encontrar o Speaker's.



Não deixe de visitar a Serpentine, uma enorme lagoa artificial mandada construir por Jorge II para a sua esposa Carolina de Ansbach, e onde pode pedalar numa das muitas gaivotas que lá existem.

Actualmente o Hyde Park é também palco comum de muitos concertos de beneficiência, ou ponto de passagem de bandas de renome mundial.

Se continuar a sua viagem pelo Hyde Park, chegara até Kensington Gardens, e ai é melhor ir prevenido com bolachas, porque ao chegar junto da estátua de Abert, vai encontrar dezenas de esquilos amigáveis, que se dirigem a si se lhes der algo em troca.

A princesa Diana adorava passear por este parque pois é o prolongamento do palácio onde morava.

Visite o memorial feito em honra da princesa e tire uma foto junto do Peter Pan.


Outro parque muito conhecido é o Regent's Park, um jardim muito sofisticado, numa zona residencial de classe média-alta, com muitas flores e cerca de 30.000 rosas.
Se gosta de praticar desporto, este parque tem tudo para o acolher, desde "courts" de ténis, campo de golf, terreno relvado para prática de hóquei, pistas de "jogging", 2 campos de "rugby", 4 de "cricket" e 14 campos de futebol para adultos.

Através do topo norte do parque é possível chegar ao Zoo de Londres.

Se for a Greenwich ver o meridiano, então tem de atravessar o Greenwich Park, onde pode correr, passear, fazer um piquenique, ou rebolar pela encosta abaixo.


No topo do jardim, junto do observatório astronómico, disfrute da vista de cortar a respiração, e que certamente não irá esquecer nunca!!

De volta ao centro da cidade, e em direcção ao Buckingham Palace, residência oficial da Rainha Isabel II, não deixe de passear pelo St James Park, e aproveite para alimentar os muitos patos, gansos, pombos e pelicanos que ali moram.
Aproveite para relaxar nas centenas de cadeiras expostas no meio do jardim.

Museus


Se a sua grande paixão é a cultura, então veio ao sitío certo.
Se quiser entrar num dos melhores museus mundiais, apanhe o metro até Russell Square e chegara ao British Museum.
Aqui é possível fazer uma viagem em redor das diferentes culturas mundiais, com especial incidência na tão misteriosa cultura egipcía.
A entrada para o museu é grátis, apenas pagara se quiser ver alguma exibição especial.
Está aberto diariamente entre as 9h e as 18h, sendo que em alguns dias só encerra as 23h.

Se sempre gostou da época, em que os dinossauros dominavam a Terra, não vai querer perder o Museu História Natural. Aqui pode ver réplicas em tamanho real, dos verdadeiros "Monstros" animais da cadeia alimentar, conhecer melhor a história das suas vidas e deixar-se levar pelo ambiente pré-histórico que paira no museu e nos faz transportar no tempo.
É um "must" para adultos e crianças.
Aberto todos os dias e a entrada é gratuita, sendo que a última admissão é ás 17:30H.

Se gosta de ver famosos e ainda não se cruzou com nenhum, então deixe-se fotografar com as figuras do conhecidíssimo Madame Tussaud's.
fica em Baker Street, junto do planetário, e pode, se assim desejar, comprar bilhete conjunto. O bilhete não tem um preço apelativo, 25 £ (37.5€)só para o museu, mas não pode perder este museu de cera.
Tire uma foto junto da eterna "Lady Di", caminhe por entre os vários presidentes americanos, reze junto da figura papal, ajude Mourinho a construir a equipa ideal, recorde o vestido branco a esvoaçar de Marilyn Monroe e cante junto de Michael Jackson.
Se o seu bilhete incluir a Camâra dos Horrores, uma ala especial do museu, então prepare-se para sentir adrenalina subir, ao ver Joana D'arc ser queimada, ou Louis XVI decapitado. Jack "Estripador" e Adolf Hitler, entre outros, também figuram nesta secção.
A saída faz-se, num carrinho móvel estilo carrosel, em que se atravessa e se sente o estilo da Londres antiga.
Visitem-no.


Se gosta de arte, ou é um aficcionado do Código da Vinci, vai querer visitar concerteza a National Gallery.
Fica em Trafalgar Square, junto da imponente coluna do Almirante Nélson.
Aqui pode ver o verdadeiro quadro de Madonna dos Rochedos e coleções de Caravaggio, entre outras obras de arte.
A entrada é gratuita e recomenda-se uma breve visita.
Se quiser deixe uma moeda á saída para manter a galeria gratuita.


Mais a sul do tamisa é possível visitar a Tate Gallery.
A sua visita é gratuita e o metro mais próximo é Pimlico.
É o "museu de arte moderna" da cidade de Londres. A sua colecção é de tal forma vasta que foi decidido à alguns anos que o melhor seria expor peças novas de seis em seis meses.
Aberto todos os dias até as 17:50H.

Icones




Quem vai a Londres tem de ver o Big Ben.
Big Ben, ao contrário do que muita gente pensa, não é o nome do relogio situado em Westminster, mas sim do seu sino.
Assim que chegar a Londres, tente que esta seja a primeira coisa que vai ver.
Vai ficar impressionado com a sua dimensão e concerteza acertar o seu relógio por ele.




O London Eye fica mesmo ali ao lado, e é uma roda gigante, constituida por várias cápsulas de transporte que pode albergar até quinze pessoas cada uma.
Foi inaugurado no ano 2000 e actualmente 10.000 pessoas visitam-no diariamente.
De dentro de cada cápsula pode se tirar fotografias fantásticas e, em dias de céu limpo, avistar até uma distância de 40km (consegue ver-se o Castelo de Windsor).
Se quiser impressionar a sua companhia alugue uma cápsula privada.

De um pulinho a Trafalgar Square, uma das mais belas praças mundiais, onde fica a National Gallery, a Coluna do Almirante Nelson e onde habitualmente se organizam os festejos da entrada no novo ano chinês ou uma conquista futebolística importante.
Muito perto dali, na Charing Cross Road, junto da estação de Tottenham Court Road é possível navegar na internet durante duas horas por apenas 1£.
Aproveite porque não vai conseguir arranjar sitio mais barato.

Visite a Tower Bridge, uma ponte móvel fantástica e tente saber os horários em que o tabuleiro vai levantar.
No topo da ponte existe um vidro especialmente desenhado para darmos uso ás nossas máquinas fotográficas.

A Torre de Londres pode ver-se dali, uma fortaleza que actualmente guarda as Jóias da Coroa, mas que já foi um castelo e uma prisão.
Tem quase mil anos e continua imaculada. No seu interior podem ver-se corvos a deambular, aos quais foram cortados a asas de forma a impedir que voem.
Os ingleses acreditam que se os corvos abandonarem a Torre, a monarquia caira.
Não perca uma visita a este lugar que vale bem as 15 £ (22.5€) que custa o bilhete de adulto.
Bilhetes familiares, de estudantes ou reformados são mais baratos.

Vá á St Paul's Cathedral, a catedral onde Principe Carlos casou com Diana, e que foi ali construída após a sua antecessora, ter sido destruída durante o Grande Fogo de Londres em 1666.
Se quiser subir ao seu cume tem de pagar e subir mais de 500 escadas.

Se é um fã dos Beatles, ou só um curioso, vá até Abbey Road ver os estúdios onde a famosa banda gravava, tirar uma foto na passadeira que serve de capa de um dos seus álbuns ou assinar o muro de homenagem ao grupo. Fica muito perto do centro e pode apanhar um autocarro para lá a partir de Oxford Street.
Visite também a Westminster Abbey, palco de Coroações dos monarcas ingleses e mais recentemente conhecido como o local onde a Princesa Diana se despediu deste mundo.

Se tiver uma tarde livre, visite o Royal Observatory de Greenwich, o observatório onde fica o primeiro meridiano mundial, numa vila pitoresca e que marca o local conhecido como GMT (Greenwich Mean Time), que marca as horas de todos os relógios mundiais.
O bilhete é gratuito, mas tem de ir para a fila para obter um e a última admissão é ás 16:30h.
E já que está em Greenwich, veja o Cutty Sark, um barco histórico inglês transportador de chá.

Se, quer conhecer o local retratado no filme Código Da vinci, conhecido como a Temple Church, apanhe o metro e saia na estação Temple.

Fica muito perto da estação, entre a Fleet Street e o rio Tamisa mas pode ser complicado encontra-la, uma vez que fica numa área muito recatada.
Foi construída no Século XII e no seu chão podem ver-se tumbas dos Templários, os autores da sua construção.
A entrada é gratuita.

Aproveite que está junto ao rio e conheça o HMS Belfast, um navio usado na II guerra mundial e no desembarque na Normandia e que está em exposição ancorado perto da Tower Bridge.
Crianças até aos 16 anos não pagam e os bilhetes para adulto custam 8.5 £ (13€)

Descontrair

Em Londres ah muitos sitios onde se divertir.
Uma das melhores discotecas mundiais, a Ministry of Sound, fica perto do centro, e pode chegar de metro se sair na estação de Elephant&Castle.
Se prefere algo mais tranquilo, então a zona de Leicester Square oferece muitas opções. Destacamos o Hippodrome com ambiente estudantil.
Visite o Tantra Club, no Soho. Um bar cheio de estilo e com muito glamour. O ambiente é como um videoclip da MTV ao vivo. Dos melhores na zona do West End.

Se gosta de teatro, vá ver uma peça ou um dos fantásticos musicais que estão sempre em cena.
Uma dica para comprar um bilhete mais barato é o Half Price Ticket Booth, em Leicester Square ( atenção que muitos locais anunciam-se como Half Price Ticket Booths, mas o único oficial fica mesmo em frente á Capital Radio Of London), mas que só vende bilhetes a metade do preço para o própio dia.
Recentemente abiru um Half price Ticket Booth em Canary Wharf.
Vá ao histórico Fantasma da Ópera, veja o extraordinário Cats, ou aprecie a música dos Queen.
Pode comprar o seu bilhete online.
Se o que gosta mesmo é de ver famosos, durante todo o ano existem dezenas de Premieres, onde é possível ver estrelas de Hollywood, ou mesmo a familía real que se desloca com alguma frequência para estas estreias.

Se pretende algo mais romântico jante a bordo dum cruzeiro sobre o tamisa.
Um agradável jantar deste calibre custara cerca de 80 £ (120€) por pessoa, mas tera uma noite dançante inesquecível.
Quando estiver quase a terminar a sua visita a Londres, e se quiser livrar daqueles pences que os ingleses têm por hábito deitar fora, vá ao Shopping Trocadero,em Picadilly, e no segundo piso use-os nas máquinas de empurrar moedas onde quem sabe, pode até ganhar o suficiente para regressar de novo á capital inglesa.

5 comentários:

Monica disse...

Informação muito util e sugestiva. Vou passar uns dias a Londres e estas dicas vão dar-me muito jeito :)

PsiPages disse...

Passei aqui para agradecer as vossas dicas!
Deram-me imenso jeito durante os dias em que estive por Londres :)

Parabéns pelo blog!

Anónimo disse...

Parabéns e obrigada pelas simpáticas dicas de Londres!!

Sintia disse...

Muito bom este blog, estou indo a Londres e encontrei aqui ótimas informaçoes!! Abraços

Vanessa Freitas disse...

Parabéns pelo blog

Está fantástico e de grande utilidade. Vou passar uns dias a Londres e estas informações vão ser muito úteis.